quinta-feira, 30 de junho de 2011

FRIO NÃO É PSICOLÓGICO...TODO MUNDO SENTE...

   Vamos primeiramente para a explicação científica, depois colocamos coração na história.
A Hipotermia é uma condição médica na qual a temperatura corporal da vítima abaixou significativamente abaixo do normal e seu metabolismo começou a ser prejudicado. Isso ocorre quando a temperatura corporal fica abaixo do 35 graus Celsius. Se a temperatura corporal ficar abaixo de 32 graus Celsius a condição pode ficar crítica e até fatal. Temperaturas abaixo de 27 graus são quase sempre fatais, embora pessoas tenham sobrevivido com temperatura de 14 graus... Você imagina quanto doloroso deve ser isso, que sensação horrível, que sofrimento...
Já ocorreram mortes no estado de Paraná por conta do frio...e sabemos que nas grandes capitais o  problema é gritante, tendo em vista o grande numero de moradores de rua que nela existe...
Também há casos de pessoas que moram em casas e  não tem  o aquecimento necessário, as três mortes no Paraná , foram de pessoas que estavam em suas casas.
Houve um caso em Juquitiba de um morador que morreu de frio..
Então o que vou escrever agora,é tão repetitivo, mas vou tentar não torna-los exaustos na leitura.
As campanhas estão começando a tomar força... já vi aqui na cidade onde moro vários outdoors a respeito da "Campanha do Agasalho", muito importante isso...
Mas acho que a responsabilidade é de cada um...uma questão de solidariedade...
Então façamos nossa parte... e o que mais alegra é que diversos paginas de grupos no Facebook estão se mobilizando neste sentido, todos criando uma consciência de que é necessário fazer o bem... e ser solidário é bom...
Comecemos então pelo nosso armário... depois pela vizinhança...procure instituições, ou visite quem precisa...todo mundo conhece alguém... o bem faz mais bem pra quem dá do que pra quem recebe...
A sensação é de bem estar, é a possibilidade de estar fazendo a diferença...
E fazer a diferença nesse caso pode salvar vidas....
Para ilustrar um pouco isso vou contar uma historia real...
Há cerca de 30 anos atrás, perto de onde eu morava, houve uma invasão de um movimento dos sem teto..todo mundo se preocupando em viraria o bairro depois disso, porque para todos a impressão que passara era que seria um bando de bandidos, eu era adolescente naquela época e não entendia direito o que era esse movimento, então  ia no embalo dos pensamentos alheios,e acabava pensando da mesma  forma, enfim ficaram durante vários dias acampados nesse local, inclusive levantando barracos e até casinhas de alvenaria. Havia muitas mulheres e crianças,até que veio o dia da reintegração de posse, tinha polícia, cavalaria, tratores, derrubaram tudo,uma cena desesperadora mesmo para quem não aceitava.
E esse povo não tinha para onde ir... um frio no mês de julho, para onde esse povo iria?
Não foram longe, o Padre levou o povo para igreja, e o número era grande e acomodou alguns dentro da igreja,outros montaram acampamento na parte externa em uma quadra de esportes... esse povo não tinha alimento...não tinha agasalho não tinha nada, perderam tudo com tratores que passaram  por cima..
Então uma mulher mobilizou a rua toda...pediu para que todos providenciarem uma sopa quente e alimentos, doassem agasalhos. Chegou em sua casa foi tirando agasalhos do armário, partindo os cobertores ao meio, e fazendo uma enorme panela de sopa para aquele povo,todo  mundo achou um absurdo tudo aquilo, mas todo mundo acompanhou, concordando ou não,esta rotina se prolongou por todo inverno, a mesma sopa a mesma atenção, até que todos os desabrigados foram encaminhados para um destino. 
Isso foi uma lição de solidariedade que compreendi na minha vida adulta e me emociona hoje..
Essa mulher era minha mãe... portanto foi uma lição que aprendi em casa..
Portanto não questione se a roupa ou cobertor que você doa vai ser mantido limpo...ou jogado fora depois de tão sujo por conta do uso...o julgamento não cabe a nós...
Não questione se merecem ou não... apenas faça de coração...



Postar um comentário