quarta-feira, 30 de novembro de 2011

DESIGUALDADE.

A desigualdade social, existe e sempre vai existir. Somos divididos em classes, começa por ai. Os mais pobres além de sofrer toda dificuldade, ainda sofre o preconceito por ser “pobre”. Vivem a margem sem oportunidades e sem chances para melhorar sua condição.
A nossa Constituição diz que somos todos iguais, que temos os mesmos direitos e deveres, mas  isto está somente no papel,a realidade é bem diferente, diz que todos temos o direito a educação, sim temos , mas quem pode paga para tem uma educação, quem não pode vai para a escola pública passa muitas vezes sem saber nada, porque o Estado paga mal aos professores e esses não tem incentivo necessário para ensinar. Diz que temos direito a saúde, quem pode paga um bom convenio médico, quem não pode fica na fila esperando ser atendido, quando não  morre na fila mesmo. Diz também lá na Carta Magna que todos tem direito ao trabalho, e máximo que lhes é garantido é um “Bolsa Família”, o pobre não quer esmola, o pobre quer ter o direito se ser gente.
Mas essa discriminação é algo cultural, o Estado tem sua parcela de culpa por não dar condições para que a situação do “pobre” mude.
Mas a sociedade tem um papel fundamental para essa mudança, começando pelas famílias onde a educação deve ser voltada para as diferenças,  o respeito a todas elas é de extrema importância, seja qual for ela : racial, religiosa, opção sexual e nível social, e ensinar os filhos  a lidarem com essas diferenças , já é um passo grandioso para uma sociedade mais digna e justa.
Porque essa imagem cultural que somos diferentes, melhores ou piores que os outros já é algo ultrapassado, e não cabe mais, em nossa sociedade;  o que cabe  agora é respeito e procurar sempre a igualdade, e lutar por ela.

domingo, 27 de novembro de 2011

Evolução....

Costuma-se dizer que as pessoas não mudam, são assim e pronto. Não acredito em mudança e sim em evolução. Digo isso porque acontece comigo hoje constantemente.
Acredito que isso é interno, quando começamos a enxergar nós mesmos, e sermos críticos, porem não podemos ser duros demais.É como uma viagem primeiro você busca o autoconhecimento, depois conhece os  outros, e através disso pode ajudar e fazer a diferença em sua vida e ao meio que te cerca.
Hoje eu percebo o valor de um carinho que faço no rosto de um amigo,que precisa de um afago, e quanto um simples gesto muda tudo, quando faço isso é como eu fosse acarinhada. Quando erro peço perdão, a teimosia ficou de lado em minha vida, e olha que eu "batia o pé" para qualquer coisa, percebi que sou necessária no meu meio, ganhei esse premio graças a evolução e de uma certa introspecção durante um tempo que me fez mudar atitudes e até de postura. Me tornei um pouco mais doce, mas continuo com meu humor meio sarcástico.
Hoje percebi como se faz a diferença, e hoje eu faço a diferença, mas com muita humildade.
Ter a paciência de ouvir, ser positiva, misturar as energias boas para que tudo caminhe bem, em minha vida e de todos que me rodeiam, claro que existem os espinhos, mas passando ao longo do caule sempre se encontra um botão de flor com um belo perfume.
Ninguém muda, evolui... o que é bom sempre esteve lá, basta acordar.....
Somos especiais e temos condições de sermos pessoas melhores para nós e para o mundo. É só querer, e eu quero muito.

sábado, 26 de novembro de 2011

Amar é assim....

Se existe um amor incondicional é o amor de mãe, este é absoluto. Não mexam com nossas "crias", viramos verdadeiras leoas.
Nascemos para o amor, somos feitos desta matéria. Há outros amores que são supremos como, o amor pela família, pelos amigos, pelo próximo, pelo seu "pet", entre homem e mulher, este ultimo pode sofrer turbulências e variáveis, mas isto é normal.
O amor é muito complexo,  é um misto de outros sentimentos, e existem ações que mostram a sua plenitude e demonstração.
Para amar há de se ter sempre em mãos, compreensão, tolerância, perdão, compaixão e desapego. É não ficar preso a convenções medíocres, de alguns gestos, palavras e ações que nos desagradam isso são coisas que matam o amor. E quem ama de verdade não faz conta disto.
Lembremo-nos que essa vida é transitória e passageira, que a unica coisa que  levamos daqui, é o quanto amou e foi amado.
E como trazer essa energia do amor para dentro de nós?
Parece que é complicado, mas é mais simples que imaginamos, o sorriso, a gentileza, a atenção que enviamos para os outros é um ato de amor e ele reflete e volta;
releve magoas e ressentimentos, perdoe, isso é amor;
seja paciente, tolerante, expresse-se com calma, alegria, esperança e carinho;
pense que você não é o único neste mundo, ame as pessoas além dos interesses do seu ego;
respeite o outro, como gostaria que fosse respeitado, e por fim olhe nos olhos... Ai sim, você verá que valeu a pena, porque verá o seu amor refletido nos olhos do outro.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Momentos.

Não devemos desperdiçar nossas vidas com detalhes infelizes a fim de prejudicar as pessoas, simplesmente porque não concordamos com sua postura ou por não termos simpatia.
Os nossos momentos devem ser desfrutados com a alegria de uma criança que acaba de ganhar um brinquedo novo, porque tais momentos são únicos e raros,  que são recordados com saudade.
São detalhes  tão felizes esses acontecimentos em nossas vidas, que fazem a diferença em um momento de turbulência em nossa existência, são esses momentos que nos fazem lembrar que tudo passa e nos empurram para frente.
Portanto não nos prendamos a coisas pequenas e infelizes, olhemos a diante e torçamos que tais momentos impagáveis aconteçam constantemente em nossas vidas...
Se apegue naqueles momentos simples, que para muitos talvez não tenha valor, mas que para você é único, e não há dinheiro que pague.
A felicidade está em nossas mãos é feita de momentos, então seja feliz!

domingo, 20 de novembro de 2011

Meu Domingo...prefiro a segunda...

Acordei cedo, dei uma passeada pelas redes sociais, desconectei. Voltei para a cama, eu também mereço dormir um pouco mais pelo menos no dia de domingo.
Consegui pegar no sono, comecei sonhar uns sonhos confusos. Acordei com o telefone tocando, ainda bem que tocou, não aguentava mais tamanha confusão; era engano, menos mal.
Retornei  ao computador, li e mails, e até me animei com as mensagens recebidas, sempre muito carinhosas, isto me faz bem...
Meu dia começou, porém não convivo mais tão bem com o domingo, é um dia que eu não fico bem. Será que um dia vou ficar bem aos domingos? quando penso que já passou, tenho uma recaída, mas acredito que um dia isso passará por completo,é algo que tem que ser trabalhado internamente, e certamente um dia vou conseguir. Enquanto isso espero que passe logo e segunda feira chegue, para um novo começo.
Ainda bem que meu problema de solidão aconteça só uma vez na semana, mas isso é natural, e até  permito que aconteça...
Já são 14:30...metade do dia já foi, vou procurar ocupar a cabeça, assim passa logo...
Uma nova segunda, uma nova semana e quem sabe logo que chegar o domingo, consigo encarar de uma forma melhor. Estou tentando....

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

E por falar em saudade....

Atire a primeira pedra aquele que nunca sentiu saudade. Talvez seja um sentimento tão forte quanto o "amor", porque só sentimos falta daquilo que amamos, seja uma pessoa especial, uma época importante, ou um lugar interessante. Sentimos saudade daquilo que nos fez bem, e a recordação traz um bem estar infinito.
Só sente saudade aquele que viveu, e viveu intensamente a ponto verter lágrimas da alegria só de passar pelo pensamento aquele momento inesquecível.
Mas, existe também a saudade que dói,  essa é aquela saudade do que não foi vivido, daquilo que não dito na hora certa, do eu te amo que foi esquecido de ser falado, do lugar que queria ir e não foi, do beijo que queria dar e não deu por covardia, dos anos dourados da adolescência que ficaram mal resolvidos, das coisas que deveriam ser feitas e não foram, da cara feia em vez do sorriso, do desprezo  ao invés do carinho. Ah! isso há de ser lamentado eternamente, porque tais momentos não aconteceram, e esses momentos jamais voltaram.
Portanto, viva intensamente cada momento, se faça presente na vida das pessoas, e traga pessoas para sua vida, viva tudo com alegria e carinho, para um dia fazer parte da saudade boa de alguém.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Quando as coisas não dão certo.

É uma imensa frustração quando o que planejamos não dá certo. Mas não há motivo para tanto, devemos pensar de uma forma positiva mesmo diante de tais circunstâncias. Quando isso acontece é para nosso bem, talvez seja uma energia que nos desvia o destino nos livrando de um perigo ou de uma complicação. Não quer dizer que os seus planos vão para o vinagre, nada disso, é que naquele momento, não era o momento...mas a vida é formada de muitos momentos, ai sim aproveite o seu momento quando tudo conspira a favor, sem nem atropelo ou preocupação, e seu plano sonhado será mágico...
Eu acredito no destino e na energia que o universo manda, e isso ajuda sempre ver o lado bom mesmo quando as coisas não dão muito certo...
Pensando assim a gente vive melhor.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

15 DE NOVEMBRO.

Feriado prolongado, talvez o melhor em termos de dias para descanso, aqui em São Paulo, para quem queria aproveitar uma  praia "babou", ficou só o descanso, por conta da chuva o tempo todo, uma pena.
Hoje em dia ninguém nem mais lembra o que está sendo comemorado, talvez se perguntarem é bem provável que a maioria confunda, independência com republica, e nem saibam a diferença entre uma e outra. O que vale mesmo é o feriado.
Mas vale a pena recordar um pouco da história e saber realmente sobre o regime que rege nosso País.
Esse regime surgiu em decorrência de uma crise no poder imperial, com o surgimento de novas idéias políticas, e interesses de determinados grupos sociais, foi um momento muito tenso que Pedro II passou, tentou segurar mas não deu, era muito difícil conciliar os interesses desses grupos, o que pegava mesmo era a questão da abolição, causa defendida pelos intelectuais, militares e a imprensa, pois acreditavam que só assim o país passaria para uma mudança sócio-econômica, no que eu concordo plenamente, mas como nesse país sempre teve oposição, os fazendeiros nordestinos e sulistas eram contra a abolição, já os cafeicultores paulistas queriam uma mão de obra assalariada, pois já sabiam que abolição estava prestes a acontecer.
Mas durante todo segundo reinado foi se arrastando com a barriga, através de decretos de lei, enrolando categoricamente. Os abolicionistas associavam a escravidão e o regime monárquico como um atraso, e foi ai que as idéias republicanas ganharam asas e essa ideia foi abraçada por diferentes setores da sociedade.A partir dai  até quem apoiava Pedro II se rendeu as idéias porque,começaram a ver que a monarquia não atendia mais seus interesses e a Lei Áurea foi assinada, pela princesa Isabel.
Até a Igreja engrossou o movimento pela república, e essa instituição tinha uma grande influencia ideológica, os militares por sua vez passaram a se opor a Pedro II chegando a não cumprir ordens imperiais e criticar o governo nos meios de comunicação. Como dá para perceber estava todo mundo a fim de mudança.
Em 1873 foram criados dois partidos políticos Partido Republicano e Partido Republicano Paulista, da união dos republicanos aos militares insatisfeitos, foi organizado um golpe de Estado contra a monarquia.
No finzinho de 1889 com suspeitas que Pedro II iria fazer uma retaliação aos militares, o  Marechal Deodoro da Fonseca mobilizou suas tropas e exigiram a deposição de Pedro II. Nesse mesmo dia 15 de Novembro o republicano José do Patrocínio, oficializou a proclamação da República.
E essa é nossa história, contada de uma forma simples, que acho que dá pra entender legal.
Nessa nossa história, eu vi claramente o interesse de pessoas pelo social, pelo que é bom, por aquilo que leva ao desenvolvimento.Que nossos deputados possam hoje refletir sobre isso, que os interesses sociais, sobreponham os pessoais, e parem de tanta safadeza, corrupção, envolvimento em falcatruas, porque vamos combinar, já ganham um bela salário, que nem mereciam.
Eu só gostaria de entrar no congresso e que alguém dos "nobres deputados" soubessem contar essa história.
Duvido ....

sábado, 12 de novembro de 2011

Mudança de Hábito.

Estava eu até agora conversando com minha amiga Ana, e ficamos horas falando, mas falando de nossas próprias vidas, que já rende assunto "pra burro". Seria mais ou menos um balanço de o que foi e o que é hoje.

E essa nossa amizade nos dá a liberdade de abrir o coração, porque temos intimidade suficiente para isso, e no meio deste nossos assuntos, ela me falou:  isso é um assunto muito bom para seu "blog". E o que falávamos era a respeito da mudança de postura e até de hábitos.

De treze anos para cá vivia uma vida pacata, simples, feliz, uma vida de esposa e mãe, porque desde que tive meu filho resolvi cuidar dele, já que havia demorado para tê-lo e a situação financeira razoavelmente estável, resolvi me dedicar no cuidado a ele, e foi assim até a tragédia da morte do meu marido.

Durante um certo tempo, mantive a tristeza e o luto, que durou até aproximadamente até 6 meses atrás, ai minha vida deu uma virada impressionante, as coisas foram acontecendo rapidamente, volta aos estudos, retomada das amizades antigas, um ar novo surgiu em minha vida, foi um desabrochar interior,uma mudança brusca, mas foi necessária, talvez a decisão mais importante da minha vida, foi querer viver. E a necessidade de mudar de condição foi sofrida, porque um lado queria o outro se negava a desvencilha-se de um passado e uma vida que não existia mais. Não sei se quem está lendo consegue me entender, minha amiga me entendeu, e também ficou surpreendida com toda essa mudança, resumindo a ópera, vivi em um ano uma vida inteira, talvez eram sonhos adormecidos ou negados, que dei chance de reaparecerem.

Isso não quer dizer que não fui feliz durante esse tempo, fui sim, fui muito feliz. Mas depois de tudo que aconteceu estava a beira do caus minha vida. E ai tive que ter a atitude, a coragem e dai veio  a mudança...
É foi a melhor coisa que fiz, talvez foi a primeira vez que fiz algo por mim exclusivamente. Acredito que essa atitude pode ter mudado minha história de vida, porque a vida não é feita de finais felizes,a vida é feita de momentos felizes, e é isso que eu quero ... Porque a vida é uma viagem e tem que ser desfrutada ao máximo, e ser saboreada com prazer, e fazer aquilo que se quer, e te faz sentir bem, que te faz se sentir vivo e que te faça feliz. Mas feliz por você, sem depender da felicidade alheia, só depende da gente para ser feliz. E toda essa mudança me tornou uma pessoa melhor, e isso me fez um bem incrível....

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Em nossa sociedade já não cabê mais desigualdade.

A desigualdade social, existe e sempre vai existir. Somos divididos em classes, começa por ai. Os mais pobres além de sofrer toda dificuldade, ainda sofre o preconceito por ser “pobre”. Vivem a margem sem oportunidades e sem chances para melhorar sua condição.
A nossa Constituição diz que somos todos iguais, que temos os mesmos direitos e deveres, mas  isto está somente no papel,a realidade é bem diferente, diz que todos temos o direito a educação, sim temos , mas quem pode paga para tem uma educação, quem não pode vai para a escola pública passa muitas vezes sem saber nada, porque o Estado paga mal aos professores e esses não tem incentivo necessário para ensinar. Diz que temos direito a saúde, quem pode paga um bom convenio médico, quem não pode fica na fila esperando ser atendido, quando não  morre na fila mesmo. Diz também lá na Carta Magna que todos tem direito ao trabalho, e máximo que lhes é garantido é um “Bolsa Família”, o pobre não quer esmola, o pobre quer ter o direito se ser gente.
Mas essa discriminação é algo cultural, o Estado tem sua parcela de culpa por não dar condições para que a situação do “pobre” mude.
Mas a sociedade tem um papel fundamental para essa mudança, começando pelas famílias onde a educação deve ser voltada para as diferenças,  o respeito a todas elas é de extrema importância, seja qual for ela : racial, religiosa, opção sexual e nível social, e ensinar os filhos  a lidarem com essas diferenças , já é um passo grandioso para uma sociedade mais digna e justa.
Porque essa imagem cultural que somos diferentes, melhores ou piores que os outros já é algo ultrapassado, e não cabe mais em nossa sociedade;  o que cabe  agora é respeito e procurar sempre a igualdade, e lutar por ela.


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Ideal.

Boa Noite,

Outro dia entrei em um chat com Blogueiros como eu, neste chat se conversa a respeito dos mais diversos assuntos, inclusive política, se fala muito da atual situação do País, da corrupção e principalmente da falta de ideais "por parte dos jovens". 
Falta na realidade o comprometimento de cada um diante do mundo, as idéias estão prontas e por incrível que pareça são "compradas" pela mídia, é raro ver um posicionamento claro dos jovens atualmente.
Virou um conformismo sem tamanho, talvez seja cultural. Tais valores são passados dentro das famílias , mesmo dentro das escolas e muitos adquiridos com a própria vivencia. Talvez cresceram ouvindo que política deve ser odiada. Mas  como disse certo dia fazemos política desde o nosso nascimento, através do choro, pedindo por meio disso o que queremos, se somos atendidos ou não , isso não depende de nós. Mas depende de nós a manifestação, isto não é proibido, e um direito adquirido , manifestar sua opinião seja ela qual for, desde que você acredite nela, e que isso possa ter um poder de mudar sua vida.
Não compre idéias, tenhas suas próprias idéias e seja radical nisso. Pobre da pessoa que passa a vida  sem um ideal. 
Viveu e não deixou sua marca.

sábado, 5 de novembro de 2011

Adoro meu cachorro, mas as pessoas são incríveis....

Tenho lido e ouvido muito está frase " Quanto mais conheço as pessoas, mais gosto de meu cachorro." Sem dúvida é uma frase de impacto, gosto muito do meu cachorro também, mas ele só aprendeu até agora a me ouvir, e me dar carinho, estou tentando ensinar ele falar, mas tá difícil....Claro que está frase parte de alguém que teve  um decepção e o primeiro passo na revolta é generalizar, sabemos que não é bem assim.
As pessoas mesmo que não queiram precisam se relacionar uma com as outras, e isto necessita a prática de gostar, e vou mais além, não só gostar como  aceitar as pessoas como elas são, e de maneira alguma tentar muda-las, pois sem sombra de dúvidas seria muito chato se  todas fossem iguais. As diferenças são necessárias, e o fato de alguém discordar de você não significa que te odeia, e você precise riscar de sua vida, claro que a primeira reação é a raiva, mas releve, isso é cultural , não somos acostumados com o "não", o "não "choca, o "não" magoa, mas o "não" tem hora que é necessário.
Portanto deixe de bobagem o teu cachorro é importante, mas as pessoas também são, e precisam muito de você...
Cada um é, como é, você também é diferente...Não existe mágica que mude isto... A vida é assim...então na dúvida, aceite todos como são, e desculpe seus amigos...

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

A chave do conhecimento dimensiona um novo mundo.

Até há alguns meses atrás, achava que meu mundo estava bom, que não precisava nada de novo, que o que tinha era suficiente e nada mais necessitava. De repente, veio uma vontade imensa de mudança, que experimentar algo novo, que fosse realmente bom para mim. Este meu mundo estava estreito demais, precisava ir além, e sabia que podia. E foi o que fiz, voltei a estudar,e neste contexto me descobri novamente, como pessoa que vive numa sociedade e também é responsável por ela, que certas coisas não  tem  a importância que eu dava, e o que não era muito relevante hoje é de extrema necessidade...
E definir esse sentimento as vezes é difícil, mas é bom sentir o prazer de aprender, ver que é capaz, que pode superar dificuldades, coisas que dentro de casa isolada do mundo jamais descobriria.
E lá fora tem um um mundo cheio de isso para quem quer. Não estou almejando uma carreira profissional, porque neste PAÍS  você passou dos quarenta cinco já não serve mais.
Mas meu objetivo não é esse, meu objetivo é adquirir cultura, poder falar outros idiomas, enfim ter um entendimento melhor e mais amplo  do mundo...
O conhecimento trás isso, e acho que principalmente quero ser exemplo para meu filho, mostrar com isso que nunca é tarde, mas quanto mais cedo correr atrás disso melhor. E só com esforço e dedicação você chega lá.

Na vida o que importa é isso.

Nós amigos  mesmo em bate papo online, conseguimos fazer das nossas conversas, assuntos dos mais diversos possíveis, não fazemos fofoca... analisamos o comportamento humano, isso dá um tom mais científico, mas não fazemos julgamento, só comentamos sem achar nada; mesmo porque a vida da gente já é o bastante para tomar conta, mas opinar uma na vida da outra pode, mas com permissão.
E é nessas conversas que mergulhamos, no mais profundo do ser , que é o sentimento que cada um trás dentro de si, coisas que só verdadeiros amigos tem coragem de dizer um para o outro. É um misto de sonho, de necessidades abstratas que nem conseguem explicar, mas que existem e tem uma necessidade imensa de exteriorizar, e ai segue uma avalanche de reações que chegam até mesmo a confundir, é um misto de amor e ódio pela vida, e a necessidade que o futuro traga algo de novo, algo de melhor...
Há uma necessidade de reconhecimento, de ser achado, de ter paixão, de não ser julgado... é uma coisa sem explicação, e quanto mais os anos vão passando, mais pressa  tem de que tudo aconteça rapidamente, porque não há mais tanto tempo...
Mas há tempo, sempre há... e a esperança é sempre essa..
Mas uma certeza existe, em qualquer canto do planeta haverá sempre alguém, para ouvir, para opinar, para ajudar, para compreender, haverá sim, se você cultivar uma coisa bem simples a amizade...
Porque mesmo que não queira, ninguém é uma ilha, e só amigos dizem um para o outro tais coisas.
O conselho que venha de tais conversas, talvez não seja o mais correto, mas quem disse que tem que ser correto para dar certo.
Meus amigos são diferentes , a semelhança é a confiança que um  tem pelo outro, e isso nos basta, e essas conversas e questionamentos não terão fim, frustrações, alegrias, dúvidas sempre existiram, e sempre terá um amigo para dar uma opinadinha, porque na realidade é disso que todos nós precisamos. 





terça-feira, 1 de novembro de 2011

Todo pecado será perdoado.

Quem nunca pecou que atire a primeira pedra.
Mas não vale roubar, matar, torturar, aniquilar e destruir...O pecado por amor é sempre perdoado, se erra para acertar... e talvez fazer alguém feliz e ser feliz.
Mas o pior pecado é aquele consciente, aquele que é premeditado, calculado e que tem a intenção de destruir alguém,  simplesmente porque não gosta,  e o pior que este não gostar contamina o outro, e forma uma cadeia de ódio,  esse não tem perdão, pelo menos não deveria,  e está cheio disto por ai, mais do que eu imaginava.
Mas se alguém erra inconscientemente ou até por  amor, deve ser perdoado,  mas não pelos homens, que pecam a todo momento, por Deus para aqueles que tem fé, e pela sua própria consciência.
Alguns dizem que todo pecado será castigado...
O que mata não é o pecado, é o ódio de quem peca... mas nem todo pecado é de ódio, muitas vezes se peca por amor...
Mas o que é pecado hoje em dia, o que é certo, o que é errado... eu não sei...
Na dúvida, todo pecado deve ser perdoado...