quinta-feira, 3 de maio de 2012

A tortura das quintas .

Não faço apologia pelo voto em branco. Porém todas as quintas feiras quando sou obrigada a ver o "tal" horário político, tenho mais convicção disso para mim. É triste perceber que não há mais nenhum ideal envolvido e que os discursos são sempre os mesmos.
É um amontoado de gente despreparada, e quase na sua totalidade oportunistas, querendo mesmo é se dar bem, e encontraram o caminho. Também pudera, assistindo por  anos todas as falcatruas imagináveis, e quase sempre impunes no cenário político nacional, alimentam assim a vontade cada vez mais crescente de participar desse circo de horrores,  onde o salario é excelente, e regado de adicionais fornecidos por possíveis propinas, e o mais importante sem necessidade de diploma, nem tão pouco experiencia.
Não há ideias originais, nem tão pouco vontade de mudança, e se em um discurso ou outro isso acontece, depois que se entra gabinete a dentro, o repertório muda radicalmente. Pois o jogo tem que ser jogado, e as regras não são as ditadas pelo povo e sim pelo dono da banca.
A Eleição Direta foi um direito adquirido a duras penas. Muita gente morreu para que a Democracia fosse uma realidade no nosso País. Não foi em vão todas as lutas, porém nas mãos em que ela se encontram deveria ser mais bem tratada. Na verdade deveria ser transformada, em educação, saúde, trabalho,moradia e igualdade, e devolvida para que lhe é de direito : O POVO. Mas quem se importa com o povo?

Postar um comentário