segunda-feira, 25 de junho de 2012

TALVEZ HAJA AINDA ESPERANÇA...

Esta semana em uma saída noturna, encontrei um recente amigo candidato a vereador na cidade onde moro. Não me pediu voto, mesmo porque para conseguir tal feito, teria que caprichar em argumentos para meu convencimento, e nem tentou. No entanto, algo me chamou atenção, rapaz jovem, com ideais, e aparentemente honesto.  Vi uma vontade de sincera mudança, me contou uma história de uma pessoa que gostaria de trabalhar para ele na campanha, porém queria algo em troca, ele me disse que não ofereceria nada, nem emprego e nem favores, gostei disto. Talvez ainda não adquiriu vícios ou tenha princípios verdadeiros.
Já é um bom começo, talvez o cenário esteja mudando, e venha a partir de agora pessoas dispostas a melhorar e mudar toda esta estatística de corrupção que tanto envergonha o povo comum como eu.
São tantos fatos que mancham a política brasileira que é raro dar crédito a alguém, e confesso que não me arrisco, virei aquela eleitora "pé atrás", não acredito em mais nada, falando como os jovens "tipo assim, meus heróis morreram de overdose", mas  a overdose chama dinheiro sujo, ganho através de lavagem, sabe-se Deus do que.
Talvez haja ainda esperança, esta pessoa não é meu candidato, eu nem tenho um, nem sei ao menos se irei as urnas. Mas você que está para escolher um candidato tenha uma boa conversa, veja as propostas, peça para que te convença, e principalmente não se venda, você não é um produto, mesmo que te tratem assim, valorize-se, você não precisa deles e eles sim de você, seja consciente, na dúvida você sabe o que fazer.


Postar um comentário