domingo, 29 de julho de 2012

As Amélias não existem mais.

Acabei de chegar de um encontro com amigas, papo calcinha mesmo, só mulheres. Estavam lá várias faixas etárias, casadas, solteiras, viúvas, divorciadas e enroladas, muito divertido embora houvesse choque de opiniões, afinal de contas isso é bom.
Uma coisa é certa, as mulheres não são mais as mesmas, não se troca mais receita de bolo, o assunto hoje vai da educação dos filhos até a vida sexual A mulher hoje não tem mais meias palavras e cada uma diz o que pensa mesmo sem pudor, porém com uma responsabilidade infinita. Porque muitas vezes essa mulher é responsável direta pela família, é literalmente o chefe da casa, a mantenedora.
A mulher hoje não quer mais ser a "Amélia", quer a participação ativa com seu trabalho, quer estudar, quer crescer, não quer mais ser exemplo somente como mãe e dona de casa, e sim como um membro ativo na sociedade.
Não existem mais "Amélias", existem mulheres com suas vontades e donas de si, querem ter um amor, mas somente se for verdadeiro, nada como vidro, mas forte como rocha, se não for assim não vale, e não tem medo de fazer a fila andar a procura disso, porque foi-se a fase de dependência de aguentar tudo, hoje ela batalha, saiu da zona de conforto e encarou as mudanças que o mundo exigiu, homem hoje talvez trate essa nova mulher com mais respeito, e quem deve ter medo de perder são eles, porque elas só ficam junto se valer a pena. Caso contrário não vacilam em dizer: "Chega"!



Postar um comentário