quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Ao Mestre Com Carinho...15 de Outubro, Dia do Professor.

A vida se encarrega de trazer ensinamentos diariamente. Temos durante nossa trajetória muitos mestres, uns acadêmicos, outros sem tanta "letra", mas que portam sabedoria dos anos vividos, e também somos autodidata, aprendemos com maestria de tanto tentar.
No entanto, o papel do educador não é apenas ensinar automaticamente como se os alunos fossem robôs. O papel do professor é educar para vida, seja a que tempo for.
Tal ensinamento  trás consigo o método  e a sensibilidade do professor, principalmente no que se trata de avaliação, porque somos avaliados todos dias, seja na escola, no trabalho e na vida comum.
Esse tipo de professor que cito é raro porém existe, não é aquele que avalia pelo resultado correto e final, e sim aquele   sensível o suficiente e sábio que reconhece que os caminhos ensinados foram assimilados, que o resultado é importante, porém os caminhos corretos seguidos são tão relevantes como, que a tentativa é válida. Este não é só um professor é um MESTRE, aquele que incentiva o aluno.
Este MESTRE, quase sem perceber, mostra um ensinamento que o aluno leva para a vida que talvez seja mais importante  que todo percurso acadêmico vivido, que é o seguinte: o resultado pode ser satisfatório ou não, mas os caminhos são conhecidos, tentativas foram feitas, o valor de "x" é importante, mas não é tudo, a fórmula da vida tem várias incógnitas  e é muito complexa, e descobrir uma a uma leva tempo e muitas jamais serão descobertas, portanto tentar é necessário, seja em que situação for. E pobre daquele professor que não vê isso, dificilmente será um MESTRE
Tive e tenho  vários professores em minha vida que fizeram pensar em desistir. Todavia, tive e tenho MESTRES, que me ensinam os caminhos e me fazem seguir independente  dos resultados.
Aos  meus MESTRES, meu sincero agradecimento.


Postar um comentário