domingo, 22 de dezembro de 2013

Entre o futuro e o passado existe o presente.

Em um encontro casual com uma querida amiga, que a muito tempo não via surge uma reflexão: em um dado momento da vida temos uma preocupação excessiva com o futuro, projetos, sonhos, coisas que determinamos realizar e concretizar, destes, muitos são deixados para trás porque algo não saiu conforme o planejado. Em outro período, o passado vira o foco, a busca de recordações, fotos, amigos perdidos durante a caminhada, coisas que forão deixadas de ser ditas,  pessoas que não nos permitimos ouvir pela pressa da corrida para o futuro, e surge o desapontamento e a tristeza, a sensação de vazio.
No intervalo, nos esquecemos do presente, dos "momentos" que é o mais importante, e deixamos de viver o atual para arquitetar um amanhã que talvez, não seja o que realmente seja o desejado, para lamentar um ontem.

Isto, faz todo o sentido, porque a única certeza que existe é o hoje, e é dele que depende o futuro e o passado.
 Uma reflexão feita a quatro mãos ou duas cabeças que seja. Mas,  que me fez ficar mais alerta com coisas que talvez não notava e que são as que realmente importam... Viver o hoje, o aqui e agora, porque daqui um minuto já passou e virou passado. E o futuro não ouso mecher porque não me pertence ainda.
Ótimo dia!


Postar um comentário